Marketing

especialistas do ads

Muito se fala de cultura data driven ultimamente. Inteligência artificial, big data, machine learning, analytics… são milhares de termos utilizados e inúmeras abordagens para o tema. Mas será que sabemos o que é, de fato, ser data driven?

Bem, “data driven” é um termo que caracteriza processos orientados por dados, uma cultura que preze pela informação como principal guia para a tomada de decisão. 

Essa é uma abordagem que fortalece alguns dos princípios básicos do marketing: compreender o público-alvo, seu comportamento como consumidor e tomar decisões baseadas em dados. Ou seja, o famoso feeling não é mais bem-vindo nos dias de hoje.

No entanto, diferente do que parece em muitas das discussões sobre o tema, a cultura data driven não é algo de outro mundo, ou, ao menos, não deveria ser. Ao contrário do que se pensa, para ser data driven não é preciso ter em mãos dashboards super complexos ou ferramentas extremamente caras. É preciso, sim, ter o olhar focado em informações factíveis, para interpretá-las corretamente e, assim, tomar a melhor decisão. Estejam essas informações em um gráfico 3D, em uma tabela no Excel ou anotadas em um papel.

De maneira alguma a intenção aqui é desmerecer o conjunto de ferramentas analíticas existentes e sua importância, mas trazer a cultura data driven para a realidade da maioria dos brasileiros: os micro e pequenos empreendedores, os quais, segundo o Ministério da Economia, representam 99% dos negócios brasileiros (2020). Apesar da possível escassez de recursos, acredite, a cultura data driven também é para eles!

Escolher o sortimento mais lucrativo e não necessariamente o mais barato, replicar a promoção de produto que apresentou o melhor ROI, trabalhar com a margem de lucro mais vantajosa… todas essas são decisões que podem ser orientadas por dados e são tomadas diariamente por todos os negócios – da barraquinha de hot-dog na rua ao dono de franquia no shopping.

Em um cenário econômico cada vez mais instável, democratizar o conhecimento da orientação aos dados, da cultura data driven, é benéfico para todo o mercado, que funciona via lógica em que o sucesso do micro e pequeno empreendedor também é o sucesso das grandes empresas e da economia como um todo.

Nesse contexto, a pulverização da cultura data driven é papel das grandes organizações – pioneiras no assunto – e, em menor escala, nosso também.

E, você, já foi um perpetuador da cultura data driven hoje?

 

Conteúdo por:
Raquel Saes, Analista de Dados no americanas advertising

 

gostou do conteúdo?

Agora que você já conhece todas as vantagens de anunciar com o americanas advertising, é só preencher o formulário e aguardar o contato de um de nossos especialistas.

assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo